Faça parte da rede aqui!
Fique por dentro das últimas notícias, eventos, debates e publicações científicas mais relevantes.

Escola Multicampi de Ciências Médicas do Rio Grande do Norte – EMCM/UFRN

Dando seguimento ao relato de experiências acadêmicas e de pesquisa apresentadas durante a oficina da Rede APS no 8° Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde (CBCSHS), trazemos a vivência da Escola Multicampi de Ciências Médicas do Rio Grande do Norte – EMCM/UFRN. Ligada ao Programa Mais Médicos (PMM), a EMCM/UFRN foi fundada em 2014 com o objetivo de estender a proposta de formação médica para regiões com escassez de profissionais da área. “Um Projeto Político Pedagógico extremamente inovador e totalmente articulado com as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Medicina”, ressalta a Professora Cristiane Spadacio, docente da EMCM/UFRN. Localizada em três cidades do interior do RN (Caicó, Currais Novos e Santa Cruz), a Escola Multicampi visaaliar qualificada formação técnico-científica com atitudes ético-humanísticas que os possibilitem trabalhar em equipe e impactar positivamente na realidade vigente”. Assim, tanto os alunos de graduação, residência e mestrado são alocados nesses três municípios, oportunamente.  

Esta inciativa se diferencia por três fatores principais: a utilização da Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP), uma metodologia de ensino-aprendizagem baseada e centrada no estudante; o ensino baseado na comunidade e no sistema de saúde local, com alocação de estudantes de graduação e pós-graduação em toda a Rede de Atenção à Saúde (RAS), com especial foco na Atenção Primária à Saúde (APS), tendo como princípio que a APS é ordenadora e articuladora do modelo de atenção da RAS; e a responsabilidade social (social accountability) da Escola Médica, que permeia as ações e discussões pedagógicas na EMCM.

“É notório o impacto social da EMCM para os municípios do eixo multicampi e para os próprios estudantes. Esta forte tendência de formação para o SUS, norteado pelo conceito de social accountability propicia que as atividades de ensino, pesquisa e extensão sejam muito coesas com a realidade social no qual a EMCM está envolvida” explica a Profa. Spadacio. Porém, adiciona, “como ainda não há uma primeira turma formada por este curso, não temos um perfil do egresso ou onde estes futuros profissionais irão se inserir”.

Entre as ofertas da EMCM/UFRN está, desde 2016, o Programa de Residência Multiprofissional em Atenção Básica e Materno-Infantil. Em linha com a proposta de responsabilidade social da Escola, este Programa agrega profissionais de diferentes categorias médicas para ser inseridos, em equipes, nas RAS dos munícipios de Caicó e Currais Novos (RN). “A inserção dos profissionais residentes nas redes de saúde possibilita processos de (re)construção e (re)qualificação da assistência à saúde prestada, contribuindo, assim, para a melhoria das condições de vida dos usuários, a consolidação da integração ensino-serviço-comunidade, o incentivo à educação permanente dos trabalhadores da saúde, e a fixação de profissionais egressos nesses municípios”, conclui a Profa. Spadacio.

Por Diana Ruiz e Valentina Martufi – doutorandas que contribuem para a REDE APS

Rede APS

Você deve estar logado para postar um comentário

%d blogueiros gostam disto: