Faça parte da rede aqui!
Fique por dentro das últimas notícias, eventos, debates e publicações científicas mais relevantes.

Arquivo Diário 22 de janeiro de 2020

Ligia Giovanella debateu financiamento da Atenção Primária em Saúde

Em outubro de 2019  a Abrasco – junto com demais entidades do Movimento da Reforma Sanitária Brasileira – escreveu carta ao Ministro Mandetta externando suas preocupações sobre uma discussão entre o Ministério da Saúde, os estados e os municípios, quanto à proposta de mudança na forma de financiamento da atenção primária em saúde. Em novembro, o governo federal anunciou alteração de modelo de financiamento da Atenção Primária à Saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), publicando a Portaria nº 2.979.

A abrasquiana Ligia Giovanella, pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) e coordenadora da Rede de Pesquisa em Atenção Primária da Abrasco (Rede APS), conversou sobre o tema no programa Sala de Convidados, do Canal Saúde. Ligia disse que os estudos indicam que os sistemas de saúde que possuem programas de atenção básica robustos são mais eficientes:  “É provado cientificamente que sistemas de saúde que possuem uma saúde primária integral, abrangente, forte são mais efetivos, trazem melhores resultados e há uma aplicação melhor dos recursos de saúde. Por isso, discutir o financiamento da atenção básica é crucial: quando a  gente pensa em uma APS integral não apenas garante o cuidado oportuno das necessidades de saúde daquela população, como também tem um olhar para o território  – pensa a saúde daquela coletividade”.

Além dela, participaram do quadro Daniel Soranz, diretor de pesquisa da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC); Manoel Santos, assessor técnico do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Rio de Janeiro (Cosems-RJ) e Elaine Pelaez, membro da mesa diretora do Conselho Nacional de Saúde (CNS). Assista: