Faça parte da rede aqui!
Fique por dentro das últimas notícias, eventos, debates e publicações científicas mais relevantes.

Rede APS – Um retrato de sua comunidade em 2021

A Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde chega ao seu décimo primeiro ano com 5413 membros devidamente cadastrados em julho de 2021. 

Este breve retrato de uma comunidade voltada à APS mostra o gigantesco trabalho d mobilização realizado e a relevância da Rede em manter um conjunto significativo de ações regulares que conectam e aprofundam o debate, em um aprendizado mútuo e permanente.  

De forma geral, a Rede APS apresenta um evidente equilíbrio entre Academia e o Serviço, tem uma grande capilaridade nacional, um sistema de comunicação e difusão eficaz, proporcionado uma contínua e sistemática interação com e entre seus membros, destacando a APS em Revista, revista eletrônica, com publicação quadrimestral, de divulgação científica, acadêmica e profissional voltado a pesquisadores, profissionais, usuários e gestores da Atenção Primária à Saúde.

Os desafios da Rede APS devem ser direcionados no aumento da dispersão na adesão, proporcionando a entrada de participantes em todos os estados do Brasil, sem distinção, além de garantir diversidade e equilíbrio dos perfis profissionais, sempre assegurando múltiplos olhares sobre a APS. Ainda, a sustentabilidade financeira e a ampliação das parcerias institucionais devem ser continuamente observadas. A Rede APS, desde 2010,  busca  promover a melhoria da utilização dos resultados em pesquisa para qualificar a gestão e potencializar o conhecimento tanto do Brasil quanto do exterior. 

Allan Claudius Queiroz Barbosa (FACE/IEAT/UFMG)

Alexandre de Queiroz Stein (CEDEPLAR/UFMG)

Inaiara Bragante (Rede APS)

Abaixo um breve perfil da comunidade da Rede APS

A profissão majoritária declarada pelos   participantes é Enfermagem (35,03%), seguido de Medicina (14,68%) (Gráfico 1). 

O local de atuação dos participantes demonstra o equilíbrio entre a academia e o serviço e reforça o papel da Rede APS em conectar de forma qualificada estes dois espaços que perpassam a Atenção Primária. Se 47,73% dos participantes atuam no ensino e pesquisa, 42,02% estão ligados diretamente aos serviços de saúde (Gráfico 2) .

A Rede APS mostra-se também capilarizada e presente em todos os estados brasileiros (Figura 1).

Rede APS

Você deve estar logado para postar um comentário

%d blogueiros gostam disto: